TM CAMPINAS
Associação de Tênis de Mesa de Campinas
Filiada à FPTM

SUNSET ACADEMIA
  HOME  << TÊNIS DE MESA >> REGRAS DO TÊNIS DE MESA - Cap. II >> 2.3 - BOLA

 

As bolas para competições devem ser perfeitamente esféricas, caso contrário sofrerão desvios de trajetória que podem causar erros nas jogadas. Há um tipo de treinamento em que se utilizam propositalmente bolas bastante defeituosas, ou amassadas, para desenvolver o reflexo dos atletas.

As bolas de alta qualidade normalmente são marcadas pelos fabricantes com 3 estrelas, enquanto as utilizadas para treinos são em geral menos perfeitas (1 ou 2 estrelas) e, portanto, mais baratas. Atletas de alto nível em geral treinam com bolas de alta qualidade.

Não é só para o tênis de campo que existe a expressão "bolas novas". A superfície das bolas, quando novas, são foscas e ligeiramente porosas. Com o uso vão tornando-se lisas, e mudam suas características, como por exemplo o efeito que se pode imprimir a elas.

Existem também pequenas diferenças de pêso e dureza entre as bolas dos diversos fabricantes, o que as torna mais "lentas" ou mais "rápidas", mais "duras" ou mais "macias". Os atletas em geral têm preferências, por isso as bolas são escolhidas e/ou examinadas antes do início das partidas. (Veja item 3.4.2 no Cap. III).